Destaque

Descobrindo o Blog.

Primeiro,quero dizer a razão da criação desse blog. Bem,fiz porque entendi que precisava expor minhas ideias sobre o evangelho e que eu precisava da mesma forma,ouvir ideais novos de testemunhos de outras pessoas acerca do evangelho que estão vivendo.

Quando tocamos em assuntos religiosos,logo pensamos em debates ou discussões acerca de certezas e/ou incertezas,mas não estou fazendo esse blog afim de realizar debates ou discussões,apenas viso a exposição de opniões e ideias de pessoas que vivem o evangelho ou de pessoas que buscam compreender melhor o mesmo.

E,deixo claro que,busco escrever sobre o que vivo hoje no evangelho e o que posso dizer em relação ao que deveríamos viver de fato. Espero produzir conteúdos de ajuda e motivação para os leitores.

Fiquem com Deus,e até logo.                                          Att,Ruan S. Trindade.

 

Anúncios

Angústia ou Falta de compreensão?

Fiquei muito tempo me perguntando o que poderia trazer aqui que iria de encontro ao que tenho vivido ultimamente. Hj achei até que tinha chegado em meu limite de esforço psicológico. Comecei a pensar o porque que tenho que me preocupar com tantas coisas/tenho que fazer tantas coisas se entreguei à Deus a minha vida e procurava nele descanso?

Ao me indagar acerca disso,comecei a pensar no meu esforço em fazer algo para o Reino de Deus,enquanto há tanta gente que não está nem aí para com isso. Fiquei com isso na cabeça a tarde toda. Até que marcamos um ensaio do Ministério de Louvor nesta noite.

Ao término do ensaio agradecemos à Deus pela oportunidade que nos deu e estávamos indo embora. Eu ainda estava com aquilo na cabeça e os outros perceberam a minha angústia por causa da minha forma de agir e por eu estar de certo modo emotivo. Logo noa despedimos e eu estava por sair quando o guitarrista me chamou. Naquele momento ainda estava com aquela angústia. O que eu não imaginava é que “Deus sonda meus pensamentos e conhece o meu coração” e já tinha planejado algo para mim.

Quando fui conversar com ele,percebi que o que ele tinha pra dizer não era exatamente nada do que eu imaginava, mas sim exatamente o que eu precisava recordar… Ele me disse que queria ministrar no culto do domingo e que já tinha algo em mente para trazer: Era sobre a história de Ana,uma mulher estéril que pediu à Deus um filho,e que por sua fé recebeu. E o mais incrível disso,é que ao receber ela não o conteve para si,mas sim o entregou às mãos de Deus,o consagrou para Deus de modo que foi entregue à Igreja, para que assim ele servisse à Deus. Isso está relatado em I Samuel.

Ao terminar de falar ele me pediu que eu refletisse acerca dessa passagem… E ao refletir lembrei da minha angústia, e junto com ela lembrei que Deus não se esquece de ninguém e sonda meu coração,e que já sabia do que se passava comigo.

Após chegar em casa comecei a recordar da tal angústia que me fazia pensar que era pesado o meu dever,e parei momento pra fazer uma observação: Isso não é nada. De tanto sofrimento no mundo escolhi o melhor possível! Sofrer por amor à Deus;Sofrer por poder fazer algo para Deus;Sofrer para agradar à Deus e não ao meu corpo. E lembrei de Paulo quando ele diz em I Coríntios 9:23 : “Faço tudo isso por causa do evangelho,para ser co-participante dele.”

E complementa em I Coríntios 9:27 : “Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo,para que,depois de ter pregado aos outros,eu mesmo não venha a ser reprovado.”

E ao refletir em tudo isso,por fim,cheguei à conclusão que vale sim à pena passar por tudo isso;sofrer por tudo isso; viver para isso. Por ser o único e Verdadeiro sentido da vida e o mais prazeroso e vivificante modo de viver aqui nessa terra passageira.

Att. Ruan S. Trindade

Sabedoria!

Eclesiastes 1:2-18

Nada faz sentido! Essa é a Mensagem que Salomão nos passa em Eclesiastes. Um rei que pediu sabedoria à Deus ao invés de riquezas ou outras coisas,e que ao recebê-la,usou-a muito bem,conquistou todas as riquezas que um homem poderia ter no mundo naquela época e, no fim de tudo percebeu que tudo aquilo não fazia sentido algum.

Como explicar esse “Nada faz Sentido” é simples. Salomão destaca que todo o trabalho árduo de alguém não tem sentido,pois gerações virão e simplesmente tomarão posse de tudo aquilo que seu antepassado construiu e também percebeu que não tem o porque de simplesmente alguém possuir tudo o que o mundo pode oferecer,se ele logo irá partir.

A Mensagem principal que Salomão nos traz,é dizer-nos que não vale a pena viver essa vida,sem se atentar ao que virá ou o que acontecerá a nós após ela. Trazendo isso pra nossa vida,devemos entender que assim como Salomão nos ensina aqui em Eclesiastes, não há sentido algum viver “Poucos dias” nessa terra sem que busquemos o verdadeiro sentido da vida,que é viver para o louvor da glória de Deus.

Att. Ruan S. Trindade

Natal?

Natal… O que dizer sobre o natal? 

A primeira coisa que me vem à mente é sim o Nascimento de Cristo. Talvez na memória de alguns significa festas,enfeites,Papai noel,reuniões em familia ,e tal coisa e tal…Mas hoje só vim trazer que o natal não pede à nós Árvores,enfeites,qualquer papai noel ou somente a união de família mas sim,a lembrança e a comemoração ao nascimento de Cristo.

E ,só pra constar,este não é o dia exato do nascimento de Cristo. E,sim comemoro o natal ,não pelo dia em questão 25 de dezembro,mas sim pela lembrança,pela recordação do nascimento de Cristo. O dia exato,não sei dizer,nem sequer o mês,tenho que estudar mais sobre o assunto…Mas com esse pequeno artigo,só queria Dizer o porque que eu comemoro o natal. Que,relembrando,não é pq tenho a ideia de que este é o mês e o dia do nascimento de Cristo,mas sim,pq é uma recordação,uma lembrança do nascimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. No que remete a nós não nos esquecer desse marco na história da humanidade.

Desejo sim,Um Feliz Natal na Paz de Cristo! 

Att. Ruan S. Trindade

Comentário sobre Mateus 7:1-6 

Julgamento. Esta é a palavra que define Mat 7:1-6. O que fui levado à compartilhar acerca dessa palavra,cabe tanto à mim mesmo quanto à todos em nosso redor. É que se pararmos para analisar por um momento à nossa própria vida acerca do julgamento,logo percebemos que infelizmente mais dia, menos dia,julgamos nosso próximo,nem que seja por uma pequena bobagem, tal como quando até mesmo sem querer,passa dois rapazes numa moto e vai parando perto de nós…Coração dispara em! (E Acreditem,o pensamento que se passa em nossas cabeças é mútuo! Kkkk).

Pois bem,o que de fato quero trazer hoje é um relato meu,acerca da “Viga” em meu olho,em detrimento do “Cisco” encontrado no olho do meu irmão. Por muitas vezes,me achei alguém certo por completo. Olhava pra mim e não tinha a humildade de reparar meu erro. Certo dia decidi que levaria uma palavra em determinado local. Iria falar acerca das vontades da Carne e os frutos do Espírito. Um hipócrita querendo falar acerca do certo,sendo que eu propriamente,estava errado. Um hipócrita que iria falar sobre hipocrisia em relação às vontades da carne,sendo que estava alimentando algumas vontades da carne. Alguém com uma viga enorme nos olhos,querendo reparar ciscos,quase que imperceptíveis dos outros. Um pregador da palavra,que não estava de fato completo,vivendo a palavra,ou pelo menos aquilo que seria pregado.

Se de repente eu queria um sinal me revelando se eu deveria realmente falar sobre aquilo,sim,eu recebi. E foi de modo horrível: Dissensões em meio à pessoas próximas à mim. Em meio à essas dissenções me coloquei a pensar acerca se eu iria ou não pregar tal palavra. Cheguei à conclusão que estaria cometendo um pecado. E provo isso em ROM. 14:22-23. Esses dois versículos dizem isto:“Assim,seja qual for o seu modo de crer a respeito destas coisas,que isso permaneça entre você e Deus. Feliz é o homem que não se condena naquilo que aprova. Mas aquele que tem dúvida é condenado se comer,porque não come com fé;e tudo o que não provém da fé é pecado.” Entendo esta passagem e a relaciono comigo da seguinte forma: “se algum cristão vai realizar algo relacionado ao Senhor e se encontra em dúvida acerca disso ele não faz o ato com fé,e se tal ato não provém da fé é pecado.”

O meu crer relacionado à tudo que está acontecendo é como se fosse eu o culpado. Por causa de minhas falhas e fraquezas. Como se eu fosse um dos motivos de tais coisas estarem acontecendo. Pois minha consciência própria me acusa de não estar de acordo com o que li,entendi e iria pregar acerca das vontades da carne.

Mas fico feliz agora,por saber dos frutos do espíritoque quero buscá-los cada vez mais e que trazem esperança de melhora não só pra mim,mas pra todos os que ainda estão passando pelas dissenções. Sinto que devo fazer minha parte nessa causa.

Bem,isso soou mais como um desabafo! Mas fico feliz em expôr esta questão. Que Deus abençoe à todos vocês Leitores.

Att. Ruan S. Trindade 

Um papo acerca da Carne x Espírito

Pode-se dizer que esse assunto é bem conhecido no meio cristão por ser algo imutável e real na nossa vida até hoje: a batalha incessante do Espírito contra a Carne.Para se aprofundar mais acerca disso,lemos Gálatas 5:16-26.Estes são os dez versículos mais diretos acerca das duas vontades que disputam a vida do Cristão.

No versículo 16 desse mesmo capítulo,Paulo escreve às Igrejas de Galácia sobre como eles (nós), deveriam(os) viver.Ele faz menção ao viver pelo Espirito e, que de maneira alguma poderíamos seguir as vontades da carne. Logo em seguida explica o porque dizendo que:“…A carne deseja o que é contrário ao Espírito…” E nos diz quais são essas obras da carne do versículo 19-21: “…Ora as obras da carne (ou frutos da carne) são manifestas: IMORALIDADE SEXUAL,IMPUREZA E LIBERTINAGEM; IDOLATRIA E FEITIÇARIA;ÓDIO,DISCÓRDIA,CIÚMES,IRA,EGOISMO,DISSENSÕES,FACÇÕES E INVEJA;EMBRIAGUEZ,ORGIAS E COISAS SEMELHANTES…” e complementa dizendo que quem pratica essas obras,não herdarão o Reino de Deus.

Bem sabemos que em nossa caminhada cristã,passamos por batalhas contra a carne de fato! Mas o importante é entendermos que devemos resistir à essas tentações. Talvez em algum(ns) momento(s) fazemos algo que são da vontade da carne e, devemos ter em mente que isso pode sim ocorrer,mas cabe a nós nos reconciliarmos com Deus em todas e quaisquer situações dessas,pois Paulo nesse mesmo texto diz que quem pratica essas coisas são os que não herdarão o Reino de Deus,ou seja,se vc simplesmente falhou em sua caminhada em algum momento,ainda pode se redimir pelo seu pecado e continuar a trilhar seu caminho com Cristo,pois vc não é mais um praticante do pecado,mas sim um pecador por natureza,que busca a santidade (o não pecar).

Já no versículo 22 adiante,Paulo escreve acerca dos Frutos do Espírito: “…Mas o fruto do Espírito é AMOR,ALEGRIA,PAZ,PACIÊNCIA,AMABILIDADE,BONDADE,FIDELIDADE,MANSIDÃO E DOMÍNIO PRÓPRIO. E após revelar esses frutos,Paulo faz referência à crucificação dos pecados (frutos da carne) com a crucificação de Cristo,ou seja,ele diz  que a partir do momento que você recebe Cristo como seu Senhor,Único e Suficiente Salvador,você deixa seus pecados lá na Cruz e vive agora pelo Espírito;Você deixa para trás o velho homem,o homem praticante do pecado,e se torna um novo homem,o homem praticante do Amor.

Peço perdão por demorar à escrever mais,é que foi bastante corrido para minha pessoa esse mês! 

Desde já,Fiquem na Paz,e saibam que estarei aqui se precisar tirar alguma dúvida ou algo assim.

Att. Ruan S. Trindade

 

Eu,Cristão?

De repente você esteja se perguntando o por que desse nome do blog… Bem,de fato é uma indagação para se refletir. Mas a partir dele quero te levar a pensar: Será que de fato estamos sendo cristãos em atos e pensamentos?

Dúvidas em relação à como ser um cristão verdadeiro são resolvidas à leitura da Bíblia,óbvio! E em meio à grande correria diária,podemos nos distanciar do ato de lê-la. Devemos nos atentar para essa questão,pois a leitura bíblica deve ser frequente e, é dela que recebemos a instrução de como seguir neste mundo (II Timóteo 3:16).

Algo é certo,não é fácil ser um cristão pleno. Assim como sabemos que devemos seguir os passos de Jesus (I Pedro 2:21), de mesmo modo sabemos que não é tão simples. E em alguns momentos nos sentimos fracos por não conseguirmos fazer algo que sentimos grande vontade de fazer mas,não fazemos e ficamos mal por causa disto. 

Uma grande batalha do cristão é o pensar em: “o que posso fazer para o reino de Deus em meio às minhas limitações? ”  Sabemos que ganhamos capacitação de Deus através do Espírito Santo que recebemos,ainda assim,por vezes não nos vemos capazes de realizar algumas coisas. É nisto que temos que trabalhar e buscar ainda mais,pois nas dificuldades que passamos que descobrimos nossa força,até porque sabemos que nossa força não vem de nós,não é mesmo?!

Bem. De momento era isso que eu queria deixar hoje. Tenho várias coisas em mente pra trazer aqui,mas no momento certo. Desejo um bom dia à todos os leitores.

Fiquem com Deus.                      Att Ruan S. Trindade.